Gastronomia

Eu adoro comer, assumo perante toda a gente e para mim ir a um destino que não conheço implica provar toda a gastronomia local possível. Como é claro a Madeira não foi excepção!

Fiz uma lista da gastronomia típica que encontrei na Internet e que muita gente me aconselhou e agora vai ser a minha vez de te aconselhar.

A Madeira tem de tudo um pouco, aperitivos, doces, salgados, sobremesas, pratos principais e bebidas.

Vamos começar pelas bebidas, uma pessoa tem de se manter hidratada (era esta a desculpa que dava para provar poncha em todo o lado em que parava).

Poncha da Madeira

Não é nada mais nada menos que uma junção fantástica de aguardente de cana de açucar, mel, limão e maracujá mexido tudo junto com o auxilio de um caralhinho (sim é mesmo o nome do utensílio).

Encontras em qualquer parte da ilha e são todas diferentes maaasss existem as mais famosas e há quem diga que até as melhores e de todas as que provei a que mais gostei foi na Taberna da Poncha a caminho de Serra D'água.

Esta taberna não é só famosa pela poncha como também pelo chão coberto de amendoins e por todo o tipo de recordações deixadas por quem lá passa, por isso já sabes, leva qualquer coisa tua para lá deixar.

Um copo de poncha acompanhado de uns amendoins custa 2,50€.

AVISO:

ESTE POST NÃO SE ACONSELHA AQUELES QUE SOFREM DE FOME NESTE PRECISO MOMENTO.

PODE PROVOCAR UM VONTADE INCONTROLÁVEL DE ATACAR O PC/TELM PARA TENTARES COMER UM POUCO.

PARA QUALQUER ASSUNTO CONTACTE A COMPANHIA ÁREA COM OS VOOS MAIS BARATOS.

NÃO ASSUMIMOS A CULPA DE DANOS CAUSADOS.

1/1

Brisa de Maracujá, Nikita e Coral

Aposto que pelo menos dois nomes são te conhecidos ou já ouviste falar.

A Brisa é o sumo gaseificado de maracujá, e é tãoooo mas tão bom que fiquei viciada.

A Coral é a cerveja madeirense que acompanhada de uns amendoins e tremoços (vem quase sempre a acompanhar as bebidas) cai muito bem, então depois de uma levada, upaupa.

E a Nikita, esta é capaz de ser a menos conhecida mas quando a provares nunca mais a vais esquecer. É uma bebida com base de ananás e cerveja.

Podes encontrá-las em qualquer lado da ilha.

Os preços variam consoante os locais mas anda tudo entre 1€ e os 2,50€.

Vinho da Madeira

É um dos símbolos da Madeira e é produzido desde 1808 e dizem que "o segredo é da uva local de excelente qualidade e os tonéis em que são envelhecidos, madeira local da ilha, com sabor de mar".

Tem para todos os gostos, seco, meio seco, doce e meio doce.

Podes encontrar em todo o lado também, o primeiro que provei foi na visita ao Jardim Monte Palace, provei o doce e o seco, gostei de ambos!

Bolo do Caco e Milho Frito

O bolo do caco já é famoso, encontramos em todo o lado e de todas as maneiras.

Maaaaas depois de provar no local certo, que é na Madeira, posso vos dizer que não é bem o que andamos a comer por cá. Tem outro gosto, não vos sei explicar.

O mais típico é feito com batata doce mas podes encontrar sem ser assim. É servido torrado com manteiga de alho, nhamiiii.

Podes também comê-lo de outras maneiras, com prego ou com hambúrguer.

Foi a minha primeira refeição na ilha, um prego no bolo do caco com uma brisa a acompanhar, posso dizer que fui bem recebida eheh.

O milho frito, se calhar és daquelas pessoas (tipo eu) que pensava que eram tiras de milho como existem em pacotes, mas não é, nem lá perto.

São cubos de farinha de milho frito com especiarias.

Eu adoreiiii! Encontras em quase todos os restaurantes e até em alguns supermercados na zona te take away.

Lapas ma chapa

 

Eu só de olhar para as fotografias já me está aqui a crescer água na boca. Nunca tinha provado mas fiquei rendida.

Provei em Câmara de Lobos, num restaurante famoso pela sua Nikita, a Casa do Farol.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Câmara de Lobos é terra de pescadores, o que para mim foi indicativa que iria sair de lá com um sorriso na cara.

Não há melhor sítio para comer peixe e marisco, senão na terra de quem os apanha e ninguém percebe melhor do assunto que os pescadores, digam o que disserem, são quem os prepara e cozinha melhor, não concordas comigo?

Vêm na chapa com limão, manteiga e salsa, nada mais, assim simples mas tão boas. Acompanhei com bolo do caco e uma nikita.

Uma dose de Lapas custou-me 7€ e deu muito bem para duas pessoas.

Bolo de Mel e Bolo de Castanha

São ambos conhecidos e de certeza que já provaste os dois.

Porém cada terra faz com a sua receita e os seus produtos típicos produzidos na Madeira.

Provei o Bolo de Mel quando fui fazer a Levada dos Balcões, no pequeno café que ficava no caminho o Flor da Selva. Achei que era a desculpa ideal para provar visto que ia fazer uma caminhada, eheheh, melhor que tudo era feito pela dona do café que achei-lhe uma piada, sentada a ver a novela com a lareira acesa mas sempre de olho a ver quando entrava um turista.

O Bolo de Castanha foi-me sugerido provar no Curral de Freiras, encontrei uma pequena pastelaria e lá pedi um, quando dei a primeira trinca achei o sabor muito familiar. 

Jantar típico madeirense - Restaurante "A Parreira"

 

Andava na Internet à procura de um restaurante que tivesse um espectáculo de Bailinho da Madeira e acabei por encontrar um restaurante não só com o bailinho, como também com um menu de comida típica.

Pelos vistos bastante famoso, em conversa com um amigo não foi preciso dizer muito até ele dar com o nome, o restaurante "A Parreira", no Funchal. 

Têm um menu de jantar típico madeirense, claro que foi o que escolhi, tive a oportunidade de provar alguns pratos e ter tudo incluído por 17,50€, porém podes sempre optar por escolher apenas um prato, o menu é variado.

O menu tinha desde um aperitivo que podíamos escolher (poncha ou vinho madeira) e tínhamos também bebidas durante o jantar.

 

Em seguida bolo do caco torrado com manteiga para a entrada enquanto aguardámos pela espetada, o milho frito, as batatas e a salada.

Para sobremesa tens várias opções, gelado, pudim, fruta, basta escolher.

Pelo decorrer da noite vão acontecendo algumas demonstrações do bailinho da Madeira.

1/1

#TravelBloggersPT

Blog mais votado pelo público

  • Vimeo - Grey Circle
  • Facebook - Grey Circle
  • Instagram - Grey Circle
  • Pinterest - Grey Circle

Inquieta-te connosco no Instagram

31 Outubro 2017 © Nunca Paras Quieta

  • Instagram Social Icon
  • Facebook Social Icon