Nadar com 

Tubarões Baleia

Bem, eu nem sei como começar a escrever este artigo.

Não sei se devo começar por te dizer o tamanho, falar no medo, explicar-te a adrenalina ou simplesmente descrever-te a brutalidade de experiência que tive!

Ok, vou começar mesmo por aqui.

 

A experiência brutal que é nadar com Tubarões Baleia 

Tudo aconteceu no dia 15/06/2017.

Eram 06:00h da manhã quando a carrinha da Exploratours nos veio buscar ao Lobby do Hotel.

O sol estava a nascer e o calor já era imenso na rua, mas nada se comparava com o meu nervosismo por saber que ia nadar com a maior espécie de tubarões à face da terra em pleno alto mar. 

Sabia que eles não mordiam, tinha visto milhões de vídeos na net e tinha noção de que eles iam ser gigantes comparados comigo.

As carrinhas deixaram-nos no porto em Cancun e à nossa espera estavam os Capitans onde nos colocaram pulseiras e nos disseram que havia café, águas, sumos e sandes se quiséssemos. É obvio que eu não quis nada, queria era entrar no barco e ir mar adentro ver dos Tubarões :)

 

De seguida levaram-nos para os respetivos barcos.

E eu a pensar que íamos em barcos grandes pois ia ser 1h +/- de barco até ao local onde eles estavam mas eram barquinhos, ahahahhahah assim que os vi papei logo um comprimido para o Enjoo! (não queria que nada me estragasse a oportunidade de realizar um sonho de criança).

Perguntaram quem queria coletes (que eram de borla) e quem queria fatos de neoprene que custavam 80 pesos cada um (~8€).

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Dois aspetos importantes:

-  Quem leva fato não pode usar colete.

- Se souberem nadar escolham o fato para poderem acompanhar os tubarões e mergulhar em roda deles sem problemas e sem esforços.

 

(Não tenhas medo que ninguém se afoga pois vai um guia contigo para a água e só vão 2 pessoas de cada vez com ele).

Perguntaram-nos quem percebia Inglês e Espanhol e dividiram o grupo grande em 2 grupos pequenos de 10 pessoas, cada grupo para seu barco.

A malta começou-se a sentar e siga pelo mar dentro. Ia connosco um casal de Italianos com uma filha chamada Laura que nos tirou uma foto espetacular ao lado da cara do tubarão. Se um dia lerem isto por favor enviem-me essa foto!!!

Passados mais ou menos uma hora começamos a ver um ajuntamento de 20 tubarões. Sim, eram cerca de 20 pela informação que o Capitan recebeu via rádio.

Quando os comecei a ver a minha primeira sensação foi "Uaaaau", a segunda foi um formigueiro na barriga... e depois umas quantas de seguida.

O meu sonho estava ali, aliás estavam ali e eram tantooooos!

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Depois da malta ficar de boca aberta começou-se a distribuir o material de snorkel e as barbatanas pelos tripulantes e a definir a ordem de entrada em mar. E adivinha quem foram os primeiros a ir?

Eu e o meu namorado! Ahahahahhaha. E aqui sim, fiquei nervosa.

Colocámos o material, sentámo-nos de lado posicionados a saltar, o Capitan posicionou o barco à frente da rota que um deles trazia e disse "brinquem brinquem", e nisto o guia salta para a água e começa a chamar-nos. E eu percebi, Ah ok é este o grito de guerra!

E pumba, saltámos para a água e OH MY GOD!

ERA ENORME,

GIGANTE,

COLOSSAL,

UMA CENA ABSURDA

Admito que tive medo e quem disser que não, é aldrabão!

É impossível mergulhar pela primeira vez com um animal daquele tamanho e não ter medo... A não ser que essa pessoa já tenha nadado com um Tubarão Branco ou o Monstro do Lago Ness né?!

Mas tranquiliza-te que o medo só durou 10 segundos. Durou o impacto de os ver pela primeira vez e logo de frente, de cabeça virada para mim. Ah pois ééééé.

Perdi-lhes o medo e já ninguém me agarrou. Andei atrás deles, em cima, de lado, por baixo... mas onde eles estavam eu estava lá :)

São realmente um animal magnífico!

Nadam "devagar", não lhes podemos tocar e desviam-se se te meteres à sua frente. Andam sempre a abrir e fechar a boca para se alimentarem e são super tranquilos e calmos.

Após 3 idas à água para nadar com eles começo a ver menos, cada vez menos... até que puff! Desapareceram todos.

Perguntei ao Capitan porquê e ele disse que eles apenas vêm ao cimo para comer durante umas horas e depois vão para o fundo e já não se vêm mais até ao dia seguinte.

Para quem quer ter esta experiência no México é importante saber que eles apenas se podem encontrar lá nos meses de Maio, Junho e Julho.

Os Tubarões Baleia são a maior espécie de Tubarão à face da terra podendo medir até 13 metros de comprimento.

Alimentam-se de plâncton, macro-algas, krill, pequenos polvos e outros animais invertebrados.

Não representam perigo para os humanos e é uma experiência que aconselho a toda a gente!

Espero que tenhas gostado,

E te tenha conseguido desafiar! :)

Veijinho

e Nunca Parem Quietos

#TravelBloggersPT

  • Vimeo - Grey Circle
  • Facebook - Grey Circle
  • Instagram - Grey Circle
  • Pinterest - Grey Circle

Blog mais votado pelo público

Inquieta-te connosco no Instagram

31 Outubro 2017 © Nunca Paras Quieta

  • Instagram Social Icon
  • Facebook Social Icon