E não há dúvidas que é uma paisagem Linda!

Florença

O berço do Renascimento 

Foi a cidade favorita da Catarina durante a nossa passagem por Itália, a cidade onde a Soraia foi atropelada por uma bicicleta e onde tivemos o melhor pôr-do-sol com uma amiga bem gelada! (eheh)

É uma cidade que transborda história e romântismo!

Foi governada pela Familia Medicci que eram promotores da arte e cultura desde o início do século XV até cerca do século XVIII.

Aqui podes visitar o Palazzo Medicci Riccardi que foi propriedade da Família Medicci e que foi posteriormente adquirido pela Família Riccardi, mais uma família com bastante importância em Florença.

Começa já a imaginar as ruas pitorescas, as pontes, escadarias e palácios que esta cidade tem de tão bela.

Como fomos para Florença?

No nosso caso, como íamos de Roma para Florença, escolhemos o TGV para nos levar. Apanhámos na Estação Termini, em Roma por cerca de 19€ (comprámos com antecedência em Portugal, faz o mesmo, acredita que não te vais arrepender).

Os preços mudam imenso e estão constantemente a aumentar, não compres em cima da hora.

Para poderes comparar os bilhetes atempadamente baixa a app GoEuro, ela mostra-te as melhores opções e foi a nossa melhor amiga nesta viagem.

Em relação à viagem, foi brutal. Anda a mais de 300km/h!

Onde dormimos?

Como já sabes de artigos anteriores sobre a nossa aventura por terras italianas (podes ler todos aqui), optámos quase sempre por apartamentos pois éramos um grupo grande.

Foi através do Booking.com que reservámos todos os nossos alojamentos da viagem.

Em Florença ficámos no alojamento da Bárbara e do Gianni, a Ponte Vecchio – Guicciardini n.10.

 

 

 

 

 

 

 

Se quiseres reservar esta casa connosco, clica aqui.

 

 

Foi a casa mais fofinha onde estivemos em Itália!

 

Ficámos apenas 2 noites e 3 dias e o preço foi de 280€ a dividir por 6 pessoas, melhor seria impossível!

 A casa tem dois quartos, duas casas de banho, uma sala com sofá cama e uma pequena cozinha. O ideal!Tinha tudo aquilo que precisávamos para a nossa curta estadia.

 

A Bárbara e o Gianni foram sem dúvida os melhores hosts de toda a viagem!

Grazie Mille!

Iremos definitivamente voltar, nem que seja para os rever :)

A localização do nosso alojamento era perfeita, ficámos mesmo ao lado da Ponte Vecchio, a quinze minutos a pé da Estação de Santa Maria Novella e a cinco minutos a pé do centro.

 

O que visitar em Florença?

 

Bem, nós não perdemos tempo e assim que chegámos fomos apenas meter as malas em casa e siga para a descoberta.

Mais uma vez preparámos um roteiro para que possas descarregar e levar contigo :)

Santa Maria Novella

É uma igreja definitivamente bela, mas só conseguimos ver a sua beleza pelas fotografias que existem na internet. Porque apanhámos esta igreja em obras de restauro... completamente tapada com panos e andaimes. No entanto não podemos deixar de te falar dela porque com certeza vais ter mais sorte que nós e vais poder vê-la! :D

A sua localização é super fácil se chegares de comboio, porque assim que sais da estação é só andar um pouco e já a estás a ver. Mas deixamos-te a sua localização exata aqui.

Horário: Vê aqui.
Preço: Geral 5 €

Foi construída em cima das ruínas da pequena igreja de Santa Maria delle Vigne e a sua fachada é feita de mármore (típico de Florença). É a primeira grande Basílica de Florença e a principal Igreja Dominicana da Cidade.

Podes ler toda a sua história aqui.

Piazza Pitti

 

É nesta praça que fica a entrada para o famoso Palazzo Pitti, aqui podes descansar na sua calçada, refrescar-te no meio de grupos de jovens que falam e cantam, ou simplesmente apanhar uns raios de sol.

Localização

Palazzo Pitti

Ficava super perto da nossa casa por isso começámos por este belo palácio.

Foi uma obra de Luca Pitti com o objetivo de desafiar a Familia Meddici, e era a maior residência privada da cidade de Florença. A sua história é bastante interessante porque nos faz nos lembrar aqueles conflitos dos filmes. Se virem a série "Da Vinci's Demons" vão perceber perfeitamente.

Mas para vocês perceberem o quão gira é a história: a Família Pitti com a ambição de competir com a Familia Meddici, entrou na falência e teve de interromper as obras do Palácio. 

E adivinhem quem o comprou? A família Meddici.
 

Lesson to learn! Karma is a bit**!

 

Se decidires visitar todo o Palácio, a visita tem a duração de 2h30 e os bilhetes podem ser comprados individualmente, ou seja por espaços, vê aqui

Como tínhamos acabado de chegar a Florença e já estávamos a meio da tarde, decidimos visitar apenas os aposentos Reais e a Galeria Palatina.

Pagámos pelo bilhete normal 9€ e pelos reduzidos 4,50€. O reduzido é para jovens com idade até aos 26 anos. Por isso já sabes, aproveita o desconto enquanto ainda podes! (anda sempre com o teu B.I. e cartão de estudante).

O que ver por lá?

Prepara-te porque vais andar e perder-te dentro de corredores, vais ter uma dor no pescoço de tanto olhar para os tectos e vais querer mexer em tudo, mas não podes. E os selfie sticks também estão proibidos de entrar.

 

A fachada 

Nós só pensávamos "Como é que alguém construiu isto assim?". Gigante, lindo e com tantos pormenores!

Os interiores 

Vais ver estátuas, corredores cheios de candeeiros brilhantes e requintados, as paredes forradas e os tectos perfeitamente pintados.

Vais ver os quartos onde eles dormiam, a wc, as salas e os salões, as carpetes, os quadros e as suas janelas... com vistas magníficas! 

O brilho das jóias que eles usavam vão reflectir-se nos teus olhos, e até as taças / prémios ali estão guardados.

Vais entrar dentro de um autêntico museu, prepara-te para esta relíquia.

E o mais provável é acabares a visita como nós, cansadas e cheeeeias de fome :P

Ponte Vecchio

O grande ex-libris de Florença, vês fotos desta ponte em todooooo o lado.

Foi a primeira ponte construída durante o Império Romano e a única que escapou ao bombardeamento alemão aquando da II Guerra Mundial.

A ponte está situada sobre Rio Arno e ao longo dela vão poder ver vários cadeados.

Acredita-se que está ligado à ideia do amor e dos amantes.

Com o passar do tempo, o turismo aumentou e milhares de cadeados tiveram de ser retirados pois estavam a danificar a ponte.

Hoje em dia quem for apanhado a colocar um cadeado paga uma multa de 50€, por isso:

Watch Out Lovers!

Ponte  SantaTrinita

Toda a gente olha para a Ponte Vecchio através desta ponte. Muitos pisam-na e atravessam-na sem fazerem ideia de que é uma das mais belas e elegantes da Europa.

Chamada a ponte das 7 vidas porque se desmoronou e voltou a ser reconstruída várias vezes. Ora vê:

Foi construída em 1252 e era uma ponte de madeira que ligava a Via Tornabuoni à outra margem do Arno.

- Em  1259 a ponte desabou com o peso da multidão que assistia a um espetáculo sobre o Arno sendo depois reconstruída em pedra pelos arquitetos Giovanni e Ristoro.

- Em 1333 uma grande enchente do rio levou a ponte que esteve sem se erguer até 1415.

- Em 1557 outra inundação varreu a ponte e foi aí que Cosme I dos Médici encomendou a Bartolomeo Ammannati uma nova ponte, mais forte e mais bonita, que estivesse à altura da importância da Via Tornabuoni e da Via Maggio, onde viviam muitas famílias nobres da corte dos Médici.

O trabalho começou em 1567. Depois de três anos foi concluída, e imediatamente reverenciada pela sua elegância e pelo desenho dos arcos.

- Em 1944 voltou a ser destruída pelos alemães e reconstruída anos depois no mesmo lugar onde estava e exatamente como era, sendo reinauguranda em 16 de maio de 1958.

E a valentona dura, até aos dias de hoje :)

É desta ponte que se tiram fotos lindas para a Ponte Vecchio!

Foto da destruição pelos Alemães em 1944.

Piazza della Santissima Annunciata

É uma praça simples que tem uma estátua e uma fonte (fonte del tacca). Aqui podes visitar a linda Basilica della Santissima Annunziata (entrada gratuita).

A praça fica situada aqui. E no dia em que fomos apanhámos um mercadinho que soube mesmo bem.

Piazza San Marco

Fica situada aqui. É uma praça ainda mais simples que a anterior. Nós visitámos a Basílica de São Marcos (entrada gratuita) e vimos a estátua do General Manfredo Fanti, mas aqui podes visitar também:

  • Museu Nacional de São Marcos

  • Academia de Belas Artes de Florença

  • Palazzina della Livia

  • Bernardo Fallani

Palazzo Media Riccardi

Situa-se aqui e nós apenas visitámos o pátio e observámos a fachada. Achámos que em comparação com o Palazzo Pitti não iria valer a pena perder ali 1 ou 2horas quando só íamos estar 2 dias em Florença e ainda não tínhamos visto tudo o que queríamos.

No entanto se tens curiosidade podes ler mais sobre ele aqui.

Piazza San Lorenzo

Fica aqui, e foi (para a Soraia) a praça mais gira. Cheia de gente, de restaurantes pitorescos, de música, de esplanadas com pessoas a beber vinho e com aqueles monumentos completamente típicos de Florença! 

Aqui podes ver o monumento a Giovanni delle Bande Nere, a Basilica di San Lorenzo, a Medici Chapels Palace e o Mercado de San Lorenzo.

 

Este mercado encontra-se bem ao lado da Igreja de São Lorenzo, no centro da cidade, e está aberto de Terça a Sábado das 9h às 19h.

Aqui vende-se artesanato, roupa, bijuteria e cosméticos e é possível encontrar coisas bem giras e nada caras. Aproveita para comprares os souvenirs para a malta! :)

 

 

Mas como onde nós vamos, algo tem de acontecer...

Enquanto andávamos a descobrir todas as ruelas e mais algumas no meio do mercado, e numa das muitas vezes em que tentámos passar a estrada em segurança (só que não), eis que a Soraia e a Catarina foram:

 Atropeladas por uma bicicleta!

O ciclista nem parou mas felizmente ninguém saiu magoado, apenas o telemóvel da Soraia ganhou asas e voou uns 5 metros.

Ahahah, pena não termos filmado para verem as gargalhadas.

Mas isto para te dizermos, tem cuidado, o dobro do cuidado que tens em Portugal, pois independentemente de estares na passadeira eles não param! :o

Santa Maria del Fiore

A Catedral Medieval e a sua famosa cúpula

E é simplesmente linda!

Porquê famosa? A sua cúpula foi projetada por Filippo Brunelleschi, que na altura foi duramente criticado, pois todos pensavam que seria uma missão impossível construir algo tão grandioso para a época. Durante séculos, vários arquitetos e historiadores tentaram descobrir a base desta sua criação.

Toda esta misticidade esta envolta pela mesma questão:

 

“Como é que Brunelleschi conseguiu reproduzir esta cúpula sem qualquer estrutura de ferro ou madeira?”

 

A verdade é somente uma, passado 600anos esta obra continua inteira e é magnífica!

Olha aqui a “chapa” para confirmares:

É tão gigante que tem 153 metros de comprimento e 90 metros de largura, e a sua cúpula mede 54 metros. Uauuu né? É a catedral da arquidiocese de Florença e pode acomodar até trinta mil pessoas.

 

Aqui também podes visitar o Campanário de Giotto, a Crypt of Santa Reparata e o Batistério de São João.

 

Infelizmente, como não comprámos os bilhetes atempadamente, quando chegámos à bilheteira da catedral, ficámos a saber que os bilhetes estavam esgotados para aquele dia. 

Por isso maltaaaaaa , tudo a comprar os bilhetes com antecedência!

Mas não ficámos tristes porque assim temos a desculpa ideal para voltar a esta cidade eheheh.

Campanario de Giotto

"Não te parece estar torto?"

Assim que o vimos a nossa pergunta, umas para as outras foi exatamente esta "não te parece estar torto?" É que visto de todos os lados possíveis e imaginários ele parece sempre torto, mas não é!

 

É direitinho, tem 84,75 metros e 7 sinos.

E se quiseres saber tudo sobre ele podes ler aqui.

 

Mas como um azar nunca vem só... Tal como aconteceu com a entrada na catedral, também neste dia os bilhetes para subir até ao topo do Campanário de Giotto estavam esgotados.

Mas não se sobe, aprecia-se de baixo. Problema resolvido, não concordas connosco? :P

Piazza della Signoria- David!

É nesta praça que está exposta uma réplica da obra de Michelangelo, David, está mesmo em frente ao Palazzo de Vecchio como um símbolo da República, a desafiar os Medicci tiranos.

Mas caso não se contentem com esta réplica, podem sempre ver a original na Galleria dell' Accademia.

 

Palazzo Vecchio

Teve ao longo dos anos imensos nomes, mas é atualmente chamado de Palazzo Vecchio (Palácio Velho).

Fica na Piazza della Signoria e na sua fachada principal encontra-se a Torre de Arnolfo (Torre di Arnolfo), um dos emblemas desta cidade. Esta torre tem um albergue onde foram mantidos vários prisioneiros como Girolamo Savonarola antes de ser enforcado e queimado em praça pública e  Cosmo de Médici no regresso do exílio.

 

Por baixo dos arcos do alpendre foi pintada, em 1353, uma série de brasões, os quais simbolizam alguns aspectos particulares da República Florentina.

Este edificio tem 3 pátios e no seu interior vais poder ver muitas pérolas valiosas.

Curiosidades: No ângulo direito da fachada está sumariamente esculpido um perfil: não se conhece a sua origem, mas a tradição popular indica Michelangelo como autor, o qual desejou imortalizar um condenado à morte, esculpindo um retrato instantâneo e trabalhando absolutamente voltado de costas, ou um seu devedor que o atormentava particularmente. Só uma coisa é certa, não era qualquer um que podia esculpir impunemente no palácio mais importante da cidade, pelo que o autor deve ter sido alguém sobre o qual o corpo da guarda podia fechar os olhos.

A loja do Pinóquio

Para além das suas ruas pitorescas vão ver imensos objectos alusivos ao pinóquio. E vão perguntar-se porquê. Tal como nós fizemos. 

Mas há uma explicação. Pinocchio é um nome italiano!  

“As Aventuras de Pinocchio: História de uma Marionete” é o nome do título original do romance escrito em 1881 por Carlo Collodi, que nasceu em Florença.

A infância de Collodi foi vivida no Palácio dos Marchesi Ginori, para quem seu pai trabalhava como cozinheiro e sua mãe como doméstica. A sua carreira como escritor deu-se no início, quando ainda jovem e foi trabalhar para uma livraria de Florença.

Piazzale Michelangelo

A melhor vista panorâmica sobre a cidade!

Situa-se aqui, e nós subimos para aí umas 500 escadas e ficámos com coração aos saltos (não estávamos fisicamente preparadas para tanta escada e escadinha, estamos a trabalhar no cardio para o futuro ahahah), mas mal pisámos o último degrau, sentimos que valeu muito a pena: aqui podes contemplar a beleza de Florença. É aqui que vais ver dos melhores sunsets.

É fácil de dar com esta escadaria, vês imensa gente perto da hora do pôr do sol (verifica sempre na meteorologia para saberes) com sacos com latas de cervejas, vinho, todo o tipo de malta. Nada melhor que uma cervejinha para terminar o dia em beleza, não concordas connosco? 

Este local é mágico: no fundo da escadaria, havia uma rapariga a tocar guitarra, onde uma multidão sentada bebia umas cervejas e admirava a cidade ao som da sua voz!

 

Adorámos!

Tens mesmo de meter este spot na tua lista!

A boa noticia no meio disto, é que para baixo, todos os santos ajudam (já diziam as nossas avós hahahaha).

Mostrar Mais

Florença é uma cidade pequena, mas com uma história imensa e uma cultura inigualável! E bastante acolhedora!

Ficámos apenas dois dias completos, mas sem dúvida que vamos querer voltar e ver tantas outras obras de arte que o tempo não permitiu!

Curiosidades

Florença não é tão cara como Roma mas depende do teu budget.

Algo que nos surpreendeu pela negativa foram os supermercados/ minimercados. Não existe muita variedade e os preços por norma são altos.

 

Foi nesta cidade que aprendemos mais um palavra italiana: a palavra “Prego”, serve basicamente para tudo, como para dizer: “de nada”, “passe”, “seguinte”, “com licença” e talvez até tenha mais uns quantos significados, significada tudo menos um belo prego à portuguesa, do qual já sentiamos falta eheh :P

 

Aqui não se fala muito inglês, no entanto se falares Portuñol entendem-te perfeitamente! Por isso não tenhas medo de não falar bem inglês, um português é sempre desenrascado.

Se não tiveres tempo ou não te apetecer fazer roteiros, deixa-te perder pelas belas ruas pitorescas desta cidade.

Onde podes comer?

Como já sabes, em cada cidade que vamos, pelo menos 1x temos de ter uma refeição fora. As outra vezes cozinhamos em casa, preparamos as marmitas para o dia seguinte e poupamos algum dinheirinho.

Porém Florença tem imensos restaurantes!

E nós tivemos a sorte que mesmo por baixo da casa onde estávamos tínhamos imensos restaurantes.

Depois de um dia de viagem e de passeio achámos que merecíamos sentar-mos nos, beber um belo vinho, com vários queijos e umas pizzas.

Afinal de contas também estamos de férias :D 

E o vinho se gostas tanto quanto a Cláudia e a Soraia, Itália é sem dúvida o destino ideal para explorares esse gosto, e os preços são em conta.

Os pratos típicos mais conhecidos são:

Bistecca alla Fiorentina, Antipasto (Panzanella, Bruschetta, Tábuas de Frios), Papa al Pomodoro, , Ribolitta, Lasanha, Ravioli ou nhochetti, Tripa à Florentina, Pães ou Pan, Castanheira ou Castagnaccio.

Florença é romântica, e misteriosa. Diverte-te!

Veijinho

e Nunca Parem Quietos

EMBAIXADORA:

Captura de ecrã 2020-05-26, às 18.28.33.
Captura de ecrã 2020-04-27, às 16.37.25.
Captura de ecrã 2020-05-26, às 18.20.18.

Blog mais votado pelo público

Blog Membro e Fundador

Copyright © 2020 Nunca Paras Quieta. All Rights Reserved