Roadtrip GoFree- Dia 2

Adeus Melides, Até Já Montargil.


O dia um já contava com algumas aventuras, era de manhã e estava na hora de arrumar as coisas e seguir viagem, o destino era Montargil, a fantástica Barragem de Montargil.

Saímos da praia do pinheirinho e fomos andando, pelo caminho decidimos fazer uma paragem na praia de Melides (38.130253, -8.787631) onde acabámos por almoçar. Estacionámos a Beja no parque de estacionamento (cuidado porque há poucos locais onde é possível estacionar a autocaravana devido à sua altura).


Um café à beira mar para repor energias e estava na hora de seguir para o lindo interior do Alentejo.


Uma viagem de autocaravana não deve ser feita por autoestradas, por isso apanhámos a nacional e siga, Melides > Álcacer do Sal > Montemor-o-Novo.


Paisagem da EN 253


Pelo caminho passámos pela aldeia de Santa Susana, talvez das aldeias mais lindas que já vi na minha vida!

Uma autêntica aldeia de casinha de bonecas, talvez por isso seja considerada a aldeia mais bonita do Alentejo.


Dizem que é nesta aldeia que está mais bem preservada a arte de caiar as casas a branco com as faixas azuis. Aquela paisagem típica Alentejana.




Nunca tinha visitado Montemor-o-Novo por isso fomos até ao castelo observar as vistas e o Castelo.

Já estávamos a meio da tarde e ainda havia surpresas pelo caminho de certeza por isso fizemos-nos novamente à estrada.

Seguimos a nossa viagem e deixámos a N253, entrámos na famosa N2.

Pelo caminho passámos por Ciborro e decidimos parar para comprar os deliciosos caracóis do café "a Júlia".

Conforme entrámos no café (de máscaras na cara) o ambiente familiar, pacato e alegre conquistou-nos imediatamente, queríamos ficar ali a conhecer aquelas gentes e ouvir as suas histórias mas as horas estavam a passar e entrámos novamente na Beja. Dali até Montargil faltava pouco mais de 1 hora.


Em Mora saímos da Nacional 2 e seguimos em direção a Galveias, e esta foi talvez a estrada mais bonita desta viagem! Aqui sim, sentia-se o verdadeiro cheiro a Alentejo.


De GPS na mão começámos a entrar num caminho de terra rumo a um local na barragem de Montargil que tinha visto na app iOverlander (39.10562, -8.11579).


O caminho estava péssimo, tinham passado largartas a alisar os acessos por isso estão a imaginar a barulheira que se fazia ouvir dentro da autocaravana com a trepidação. Foram quase 20 km a cerca de 10/20km/h. Mas, chegámos a 5km do destino final e o caminho estava interdito. As águas das chuvas tinham feito autênticos rios com mais de 20 cm de profundidade e autênticos buracos no meio da estrada de terra. Era impossível passar por ali com a Beja ou com outra autocaravana. Só Jipes 4x4 é que lá passavam.

Marcha-atrás e toca a virar a Beja assim que deu. Foi uma espécie de "morrer na praia".


Seguiram-se mais 15 km a ouvir aquele barulho da trepidação da autocaravana que foi horrível!


Apanhámos novamente a nacional 2 (em Ponte de Sor) e descobrimos um local fantástico para aparcar e pernoitar.

Localização: 39º07´53.37"N 08º06´56.23"W


Sem ter de a colocar em cima de qualquer vegetação foi possível deixá-la bem direitinha e no caminho, uma vez que aquele caminho não tinha saída (estava submerso pela água). E em caso de haver algum problema era só ligar a Beja e arrancar com ela a direito, em menos de 1 minuto estavamos na estrada principal (mas não se ouvia o barulho dos carros, apenas dos sapos, aves, grilos e cigarras).


Aqui mais uma vez passou uma mota da G.N.R. por nós e não disse nada. Tal como nós viam-se ao longo da margem várias caravanas aparcadas mas bem distanciadas umas das outras.


O cheiro dos caracóis já fazia nascer água na boca, estava na hora de os aquecer, de os comer e de relaxar ao som de um ChillOut.


A lua apareceu e o sol começou a despedir-se de nós.

Não nos apeteceu cozinhar e estávamos com desejos de bifanas, decidimos pegar na Beja e ir em busca de Bifanas alentejanas.


Encontrámos umas em Ponte de Sor (O Pelicano - Café das Bifanas) baratinhas e deliciosas!!!


Regressámos novamente ao nosso Spot para aparcar e pernoitar.

A lua continuava cheia e o céu super estrelado!



Dia 3 - Adeus Montargil, até já Brinches.

(um dia em cheio)

.

Podes ler o resumo da aventura de autocaravana aqui.



Segue-me nas redes sociais e junta-te à minha comunidade:






Arquivo

EMBAIXADORA:

Captura de ecrã 2020-05-26, às 18.28.33.
Captura de ecrã 2020-04-27, às 16.37.25.
Captura de ecrã 2020-05-26, às 18.20.18.

Blog mais votado pelo público

Blog Membro e Fundador

Copyright © 2020 Nunca Paras Quieta. All Rights Reserved