O que fazer em São Miguel? Revelo-te 99 locais!

À semelhança do meu artigo "12 trilhos para fazeres em São Miguel" vou dar-te a conhecer os locais que eu mais gostei e que te aconselho a visitar nesta linda ilha.

Para fazeres o teu roteiro deves ter em conta o número de dias que vais ficar na ilha, as distâncias e o tempo perdido a percorrer entre locais, a visitá-los e ausufruir deles. É importante que não faças um roteiro do estilo "picar o ponto" já que estás lá, aproveita bem os locais! Não tens de fazer tudo a correr. Afinal a ilha vai permanecer ali, e os voos são sempre em conta. Faz como eu e volta mais vezes, só assim consegues conhecer a ilha como eu conheço, e teres tantos locais no teu "currículo" de viajante.

Outro ponto a ter em conta é o teu orçamento. Há locais gratuitos (a maior parte deles), outros que são pagos. Por isso faz um estudo através dos sites dessas entidades e faz uma previsão do que vais gastar. Não te esqueças de somar a isto o valor de combustível gasto entre as deslocações.


Sempre que faço os meus roteiros divido a ilha em zonas. Para evitar andar a fazer "piscinas" de carro pela ilha.

Ou seja:

A zona das sete cidades é a zona 1;

Ponta delgada, Caloura e Vila Franca do Campo é a zona 2;

Furnas, Ribeira Quente e Povoação é a zona 3;

Nordeste é a zona 4

Achada, Lomba da maia e Ribeira Grande é a zona 5;

Calhetas, Capelas e Lagoa do Fogo são a zona 6.


Agora só tens de tirar a aplicação Maps.me e começar a colocar os pontos que queres visitar. Na app podes escolher cores diferenciadas para que possas realizar o roteiro por dias. Como este que foi o meu último roteiro na ilha:

A vermelho era o dia 1, a azul claro o dia 2, etc.



Após fazeres o roteiro e apontares os locais no teu mapa offline (que é ótimo para não gastares dados móveis). Vais ter em atenção outra coisa, apesar de teres delineado que o dia 1 seria o que está a vermelho, o dia 2 o que está a roxo etc. Quando estiveres na ilha podes ter de alterar a ordem dos dias do teu roteiro consoante a meteorologia.

O melhor é todos os dias antes de saíres de casa visitares o site www.spotazores.com/ilha/são-miguel/ e veres através das webcams como está o tempo para onde é suposto ires fazer o dia. Se estiver nevoeiro, troca para outra zona da ilha em que esteja bom tempo. Deixas o que ias fazer hoje para amanhã ou depois de amanhã.

Vais básicamente jogar puzzle com a meteorologia da ilha, se nas Furnas está nevoeiro, vais para as sete cidades, etc, etc.

Se tens dúvidas entra em contacto comigo pelo Instagram. :)


E agora vamos lá ver as beldades naturais que te esperam na ilha!!

Preparados?



1 - Ponte Romana

Localização: 37.8144, -25.400218


Esta ponte com um arco romano pode ser visitada enquanto fazes o TM05 Trilho do caminho de água da GORREANA ou simplesmente na tua visita à fábrica de chá Gorreana (só tens de fazer um pequeno desvio).



2 - Fábrica de Chá Gorreana

Localização: 37.818295, -25.402113


Quem nunca ouviu falar da famosa fábrica de chá dos Açores? Tchanan! Aqui está ela! Esta fábrica funciona desde 1983 sem parar, já passou por 5 gerações e produz o chá mais antigo da Europa.

Dentro do edifíco podes visitar as máquinas utilizadas, o processamento de chá, a escolha, a embalagem, os seus trabalhadores e ainda provar os famosos chás! Tens um quente, e um frio.

Preço: Gratuito

Duração: 1h porque podes fazer trilhos pelo meio das plantações

Horário: Vê aqui



3 - Cascata Salto da Cidreira

Localização: 37.812879, -25.397047


Esta cascata (das 2 vezes que lá fui estava seca) se vais numa época de seca visitar a ilha e não quiseres perder tempo a opção é tua, mas vale pelo trilho e pela beleza da envolvência. E fica a poucos minutos da ponte romana...



4 - Aqueduto e muro das 9 janelas


Localização: 37.833833, -25.751855


O traçado do Muro das Nove Janelas apresenta-se sobre a forma de 21 arcos de volta perfeita e contrafortes nos dois lados, um modo eficaz de garantir maior sustentabilidade à estrutura e, na parte superior, uma calha ou conduta de pedra, por onde a água circula, com uma extensão aproximada de 250 m.



5 - Plantação de Ananás Arruda

Localização: 37.762821, -25.640847


É aqui que conheces melhor o Ananás de São Miguel. Com mais de 100 anos de História, a Plantação de Ananases Augusto Arruda é um verdadeiro museu vivo desta cultura única no mundo.

Preço: Gratuito

Horário: Vê aqui



6 - Caldeira Velha

Localização: 37.762821, -25.640847


Bem, quem não viu fotos deste local na internet e se questionou "mas aquela água é quente como? quente a escaldar?" Sim é!


Imagina só estar a chover ou frio cá fora e tu estares num jacuzzi natural, é básicamente isso! Eu só não apanhei a chuva nem o frio mas consigo imaginar a sensação brutal que deve ser.


Uma vez que são águas vulcânicas e férreas, os biquinis, fatos de banho, calções, etc estragam-se! Leva roupa de banho que possas mandar fora depois destas férias.

E meninas loirinhas como eu, cuidado com os vossos cabelinhooooooos!

Eu, como sempre, andava feliz nas águas férreas sem me preocupar se molhava ou não o cabelo porque nunca tinha lido nada em relação a isso. Mas a verdade é que no final da semana eu estava ruiva e não loira e para veres que não estou a mentir vou-te mostrar.


Preço e horários: Vê aqui




7 - Lagoa das Furnas

Localização: 37.762821, -25.640847



Ninguém vai a S.Miguel sem comer cozido das furnas e ver onde se faz o cozido das furnas. É paragem obrigatória!

E se eles te deixarem "ajudar" então atinges o auge da experiência! ;)


Nós vimo-lo a ser retirado ás 11:30h. Mas caso não chegues a tempo pergunta a que horas é a próxima retirada para decidires se esperas ou se voltas mais tarde para ver.

Há lá parque de estacionamento para poderes estacionar, por isso podes entrar com o carro.


Aqui podes apreciar a lagoa, fazer o percurso das caldeiras a borbulhar, comer milho, beber uns drinks, comprar recuerdos, brincar com os patinhos e julgo que dá para andar de cayaque também.


Este local é mágico, mas o cheiro pode provocar uma ligeira dor de cabeça. Cheira imenso a enxofre.


A Lagoa é rodeada de intensas manifestações vulcânicas, mas não há motivos para preocupações. Apesar de existirem 5 vulcões considerados ativos na Ilha, todos estão adormecidos, sendo que a última erupção do Vulcão das Furnas foi em 1630.



8 - Parque da Grená

Localização: 37.768234, -25.332099


A entrada é feita mesmo ao lado das fumarolas na lagoa das furnas. E é gratuito.

Assim que começas a subir parece que entras num cenário de filme e vai ser assim até ao final do passeio. Imaginas um parque totalmente imerso na natureza?

O parque composto por 18 hectares, tem um curso de água atravessado por uma ponte, uma cascata, um jardim e claro, o palacete. Ou seja, é um verdadeiro cenário de sonho.


Horário: vê aqui.



9 - Ermida Nossa Srª das Vitórias

Localização: 37.750293, -25.330841


Ou também conhecida como a "Ermida Cor-de-rosa". É um impressionante exemplar do estilo neo-gótico e é única em todo o arquipélago.

Mandada construir no final do séc. XIX por José do Canto (1820-1898), um açoriano ilustre com gosto especial pela literatura e pela botânica, que aí se encontra sepultado.



10 - Mata José Jardim do Canto e Salto do Rosal

Localização: 37.750352, -25.332472


Um enorme jardim com uma surpreendente cascata no final (como podes ver na fotografia o quão alta ela é!)

Na entrada vão dar-te um mapa com os vários caminhos que podes percorrer e locais que deves visitar.


Pontos obrigatórios:

- Ermida

- Sequóia

- Cascata Salto do Rosal


O passeio pelos caminhos labirínticos no meio da natureza é giro, se puderes faz um ou uma parte de um.


A sequóia gigante fica situada a meio do caminho para a o Salto do Rosal e merece a típica fotografia a abraçá-la para se ter uma noção do tamanho dela.


Se gostas de fotografar vai ser difícil de apanhar a cascata Salto do Rosal toda na tua fotografia. Tens 2 hipóteses, ou te afastas, ou te metes quase debaixo dela e fazes uma panorâmica de cima para baixo.

E mesmo assim não vais conseguir transmitir o verdadeiro tamanho dela.


Horários e valores aqui.




11 - Buraco de S.Pedro nas Calhetas

Localização: 37.832073, -25.628779


O Buraco de São Pedro é uma cavidade com um diâmetro de 30 metros e altura de 40 metros ainda muito pouco conhecida.

Vocês estão a ver uma imagem captada por um drone por isso imaginem o meu tamanho lá em baixo e o do buraco de São Pedro. É colossal!




12 - Ilhéu de Vila Franca do Campo

Localização para apanhar os barcos: Marina de Vila Franca do Campo


É um pequeno paraíso de origem vulcânica e moldado com a atividade marítima. A sua cratera com quase 20 metros forma um círculo praticamente perfeito, talvez por isso alguns lhe chamem a Jóia da Rainha e é considerado uma reserva natural e zona de nidificação do Cagarro.​

Aqui podes desfrutar do sol, dar uns mergulhos e fazer snorkelling (leva equipamento porque lá não há).​ A praia é vigiada mas não existe bar por isso leva águas e snacks.


Começa o teu roteiro pelo ilhéu de Vila Franca por uma simples razão: só vão ao ilhéu determinados barcos autorizados e nem todos os dias lá podem ir. ​Se estiver mau tempo, ou o mar estiver picado os barcos não saem da marina e não há visitas! Desta forma é dada a hipótese de ir noutro dia, por isso não deixes esta visita para os últimos dias, ou corres o risco de não conseguir lá ir.

Compra o bilhete online para não ficares em terra, pois o nº de visitas diárias é limitado.



Horários e valores: ver aqui.




13 - Cascata da Ribeira Quente

Localização: 37.745294, -25.308944

Esta cascata (ainda pouco visitada) é de origem termal uma vez que as suas águas têm características especificas a nível da sua composição química e é potável. Situada numa pequena garganta que as suas água ao longo dos séculos foram escavando, é possível observá-la quando passamos pelo túnel em direção à Ribeira Quente ou se parares o carro antes do túnel e fizeres o pequeno trilho a pé.



14 - Miradouro de Castelo Branco

Localização: 37.754208, -25.355427

Eu nasci em Castelo Branco (continente) e na minha cidade existe realmente um Castelo, mas não é branco. Foi preciso ir até São Miguel para encontrar o verdadeiro Castelo Branco.

Erguido em época indeterminada por particulares este miradouro está numa posição dominante no topo de uma elevação e teria a função de controle dos terrenos adjacentes por parte dos seus antigos senhores.




15 - Jardim da Lagoa Azul - Cerrado das Freiras

Localização: 37.868654, -25.771331

Este pequeno parque de merendas dá-te a possibilidade de fazeres um piquenique mesmo na margem da Lagoa Azul das Sete Cidades.




16 - Lagoa das Sete Cidades

Localização: 37.855178, -25.786089

A rainha da ilha! A sua beleza é realmente merecedora dos vários títulos que já ganhou. As suas 2 cores (verde e azul) fazem dela um fenómeno natural fantástico.


Está separada por uma estrada que nos dá a sensação que são 2 lagoas, mas na verdade a água é a mesma e a única razão para que tenha as 2 cores são as suas diferentes algas.


A sua profundidade máxima até hoje é de 400 m. E em seu redor podem observar escarpas enormes e acentuadas que foram provocadas por um dos maiores colapsos de crateras vulcânicas da ilha (as famosas cumeeiras que são top para fazer de moto4).


As suas características inspiram várias lendas, sendo a mais conhecida a lenda da Atlântida.




17 - Ruínas do Hotel Monte Palace

Localização: 37.838980, -25.794155

O hotel abandonado mais visitado de Portugal!

​Podes entrar, mas vai com cuidado. Estás num gigante hotel em ruínas.


Se não gostas de ver ruínas entra na mesma porque a paisagem é linda! Vai subindo e em cada piso entra nos quartos para ires apreciando a paisagem. Sobe até ao telhado e deixa-te surpreender pelo cenário magnífico e panorâmico.

Vê a história neste vídeo.



18 - Miradouro Vista do Rei

Localização: 37.838980, -25.794155

A origem do seu nome está relacionada com a visita do Rei D. Carlos I e da Rainha D Amélia a 6 de julho de 1901.



19 - Fontanário da Ribeira Seca

Localização: 37.816088, -25.535412


O fontanário é uma memória única da erupção vulcânica ocorrida em 1563 e que soterrou o lugar da Ribeira Seca. É uma ruína de um fontanário construído em pedra aparelhada, parcialmente soterrada pela erupção vulcânica. Está visível a parede onde se localiza a bica e grande parte da bacia de recolha de água.


Na parte interna do muro encontra-se um suporte com uma lápide onde se pode ler: “Este fontanário público foi soterrado em 1563 pela lava emanada de uma erupção vulcânica dessa época e que originou o Pico do Sapateiro. Este monumento deverá ter sido construído entre 1515 e 1563. O Pico do Sapateiro, hoje conhecido por Pico Queimado, foi formado a partir de uma série de vulcões que se verificaram no sul desta freguesia de Ribeira Seca. Na parte superior daquele pico pode observar-se ainda quatro pequenas crateras, uma das quais foi formada durante a erupção vulcânica de 1563. Este fontanário tem um grande significado científico e histórico, visto que está ligado às erupções vulcânicas que ocorreram na ilha de São Miguel a seguir aos primeiros tempos do seu povoamento."



20 - Jardim José do Canto

Localização: 37.746953, -25.669908


O Jardim Botânico José do Canto tem uma história fantástica que podes ler aqui, mas a atração principal são as árvores mais raras, seculares ou de dimensões e portes, copas e troncos, fora do comum.


A mais emblemática é um exemplar de Ficus Elástica, cujas raízes emergem do solo e estendem-se ao longo de uma boa parte do terreno.



21 - Ponta Delgada

Tanto para ver e fotografar entre o preto e branco característico desta cidade!


22 - Marina de Ponta Delgada

Localização: 37.739569, -25.665505

Ao longo da Marina é possível observar inúmeras pinturas que servem de marcos feitos por todos os marinheiros, velejantes e visitantes da ilha que vieram por Mar.



23 - Portas da cidade

Localização: 37.739068, -25.668187

O ex-libris da cidade. Estas portas são um símbolo da primitiva defesa terrestre da cidade, na costa sudoeste da ilha. Foram erguidas em 1783, primitivamente abertas nos muros do setor este.


24 - Portas do mar

Localização: 37.738567, -25.662626

Trata-se de um vultoso empreendimento, inaugurado em 2008, que modernizou e dinamizou a orla marítima da cidade, associando um terminal marítimo de Cruzeiros e uma marina, com equipamentos públicos, tais como uma piscina, parque de estacionamento subterrâneo e anfiteatro, um espaço comercial com restaurantes e lojas.

25 - Provar um queijo da ilha numa das Queijarias tradicionais

Percorre as ruas de Ponta Delgada e entra numa loja de Queijos tradicional da ilha. Deslumbra-te com o tamanho dos queijos e faz uma viagem gastronómica com aqueles sabores!


26 - Mercado da Graça

Localização: 37.741930, -25.664256

Entra na verdadeira essência da ilha. Compra os teus recuerdos aqui, compra a pimenta da terra para trazeres aqui. Prova produtos da terra aqui. Os verdadeiros Açoreanos estão lá para te receber cheios de alegria e energia!